Busca avançada
Ano de início
Entree

Morfologia e anatomia de frutos, sementes e plântulas de "Miconia albicans" (Swartz) Triana (Melastomataceae) do Cerrado do Estado de São Paulo

Processo: 02/08640-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2003
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Sandra Maria Carmello-Guerreiro
Beneficiário:Priscila Andressa Cortez
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Plântulas   Frutas   Sementes   Cerrado   Melastomataceae

Resumo

O cerrado é o segundo maior bioma do Brasil em área, apresentando flora bastante rica, com árvores baixas e retorcidas. A família Melastomataceae, encontrada principalmente em regiões tropicais e subtropicais, é a sexta em número de gêneros no cerrado. As melastomatáceas apresentam grande diversidade de estruturas vegetativas, reprodutivas e de hábitos, embora sejam, com exceção de poucos gêneros, facilmente reconhecidas pela nervação foliar acródroma, estames falciformes e anteras com deiscência poricida. O gênero Miconia Ruiz & Pavon é um dos maiores gêneros neotropicais (cerca de 1056 espécies conhecidas), e seus indivíduos apresentam porte subarbustivo, arbustivo ou arbóreo, inflorescências terminais ou laterais, flores com ovário ínfero ou semi-infero, frutos bacáceos e sementes piramidais a ovóides. Embora bastante representativo, o gênero Miconia é ainda pouco estudado, dificultando o conhecimento sobre as relações filogenéticas dentro do grupo. Este projeto, que é parte de um trabalho maior, tem como objetivo a descrição e análise da estrutura morfológica e anatômica de frutos, sementes e plântulas de Miconia stenostachya, em diferentes fases do desenvolvimento. Tais estudos são considerados ferramentas indispensáveis à sistemática e filogenia, e espera-se que este trabalho possa contribuir para o conhecimento amplo e integrado de espécies do cerrado, permitindo, entre outras coisas, a determinação de padrões estruturais comuns neste bioma. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PRISCILA ANDRESSA CORTEZ; SANDRA MARIA CARMELLO-GUERREIRO. Ontogeny and structure of the pericarp and the seed coat of Miconia albicans (Sw.) Triana (Melastomataceae) from " cerrado" , Brazil. Rev. bras. Bot., v. 31, n. 1, p. -, Mar. 2008.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.