Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento de estacas apiloadas carregadas lateralmente

Processo: 01/13060-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2002
Vigência (Término): 31 de março de 2003
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Geotécnica
Pesquisador responsável:Cláudio Vidrih Ferreira
Beneficiário:Aline Cacace
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Fundações por estacas   Recalques   Prova de carga   Capacidade de carga lateral

Resumo

Visando investigar o subsolo da área destinada a futura Usina Termelétrica de Pederneiras/SP e estudar o comportamento de fundações executadas neste solo, implantou-se um Campo Experimental provisório, por um período de quatro meses e desenvolveu-se um extenso programa denominado Investigação Geotécnica do Subsolo de uma Área Rural da Cidade de Pederneiras-SP. Neste projeto, pretende-se analisar os resultados de 5 provas de carga, executadas no aludido campo experimental, sobre duas estacas apiloadas de 8,10m de comprimento, carregadas lateralmente. Inicialmente, uma das estacas foi submetida à prova de carga lenta, enquanto sobre a outra foi realizada uma prova de carga rápida. Posteriormente, as provas realizadas foram do tipo rápida, em ambas as estacas. Neste trabalho, serão apresentadas as curvas carga x deslocamento, a capacidade de carga das estacas ensaiadas e comparados os resultados da prova lenta com a da prova de carga rápida, bem como o comportamento da estaca submetida a sucessivos cilos de carga. Serão apresentados os valores do coeficiente de reação horizontal do solo, nh. Os resultados obtidos servirão de subsídios nos projetos geotécnicos de implantação da Usina Termelétrica de Pederneiras, bem como para os projetistas desse tipo de fundação de uso muito freqüente no interior de São Paulo. (AU)