Busca avançada
Ano de início
Entree

Um estudo comparativo da jargonafasia

Processo: 01/07583-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2001
Vigência (Término): 31 de agosto de 2002
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Maria Irma Hadler Coudry
Beneficiário:Raquel Ghencev
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Afasia   Neurolinguística   Discurso (oratória)

Resumo

O objetivo do projeto de pesquisa "Um estudo comparativo da jargonafasia" é investigar uma forma: de afasia em dois sujeitos escolarizados (MG e JM), o primeiro com presença de anosognosia (MG) e o segundo sem (JM). A jargonafasia é uma das formas em que se manifesta a afasia, decorrente de lesão córtico-cerebral posterior, no hemisfério dominante (esquerdo). Geralmente, essa afasia se caracteriza por um jargão ("palavras" [logatomas/neologismos] que não são do Português Brasileiro, mas que poderiam ser, já que seguem o padrão silábico e detivacional do PB), estando preservada a matriz prosódica do PB. Nos dois casos serão também estudados - e comparados - contextos verbais em que o jargão não ocorre e a afasia não se manifesta. Serão transcritos dados do acompanhamento longitudinal de MG, no Centro de Convivência de Afásicos (CCA/IEL), e realizada a revisão técnica de dados já transcritos do sujeito JM. A concepção de linguagem que orienta este estudo é de natureza discursiva em que são considerados vários fatores para a produção e atribuição do sentido (quem fala, para quem, em que condições contextuais e de produção, com que propósitos). Serão analisados o papel dos seguintes procedimentos metodológicos: agenda, mostragem de fotos, comentários sobre o noticiário, conhecimento e atuação profissional, na (re)organização das dificuldades lingüísticas, bem como os processos alternativos de significação que os sujeitos passam a produzir. (AU)