Busca avançada
Ano de início
Entree

Prevalência de uso de álcool, sexo sem proteção e gravidez não planejada na população de estudantes do ensino fundamental e médio do Município de Botucatu

Processo: 08/09970-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Florence Kerr Correa
Beneficiário:Nathalia da Silva Carriel
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Álcool   Estudantes   Adolescência

Resumo

1. RESUMOUm estudo realizado na cidade de São Paulo mostrou que os estudantes que já haviam feito uso de drogas na vida (exceto álcool e tabaco) tiveram maior porcentagem de defasagem escolar (27,8%), além de haver faltado mais nos 30 dias antecedentes a pesquisa (66,0%), contra 52,9% que não tiveram uso na vida. O problema aconteceu em todas as classes sociais, em ambos os gêneros e a faixa etária predominante de consumo foi entre os 16 a 18 anos e 18 anos ou mais. Em relação a gênero, o estudo não encontrou diferenças estatisticamente significantes para o sexo feminino e masculino, exceto para uso pesado, predominante em homens. Na faixa etária de 10 a 12 anos, 23,7% dos estudantes já haviam feito uso na vida de drogas, sendo que as mais consumidas foram solventes, maconha, anfetamínicos, ansiolíticos e cocaína. Para o sexo masculino, as drogas com maior uso na vida foram maconha, cocaína e energéticos; para o sexo feminino foram ansiolíticos, tabaco e álcool (Galduroz et al, 2004).Em um primeiro momento, a proposta foi avaliar uma amostra probabilística de cerca de 1000 alunos, representativa dos cerca de 13.500 estudantes a partir do 5º. ano do ensino fundamental e médio do município de Botucatu. Estes alunos foram representativos das escolas municipais, estaduais e particulares, do nível socioeconômico (IBGE) e dos períodos diurno e noturno. Todos eles estão sendo entrevistados individualmente, usando um questionário padronizado de cerca de 100 questões, após o consentimento livre e esclarecido dos pais e do próprio adolescente. Há indicações de que o uso excessivo de álcool bem como problemas associados é freqüente na cidade de Botucatu. O objetivo do presente projeto, um recorte do projeto maior "Prevenção ao uso de álcool e drogas. Levantamento da prevalência de uso de álcool e drogas na população de estudantes do Ensino Fundamental e Médio do Município de Botucatu" e examinar a prevalência de uso de álcool, sexo inseguro e gravidez indesejada entre os escolares uma vez que é uma das maiores queixas dos educadores locais inicialmente através de uma revisão sobre o assunto e análise de dados já colhidos sobre o assunto visando medidas preventivas, políticas e estratégias públicas posteriores.