Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação comportamental, neuroquímica e imunohistoquímica do papel funcional de mecanismos serotoninérgicos da substância cinzenta periaquedutal dorsal e do núcleo dorsal da rafe em machos e fêmeas, em diferentes fases do ciclo estral.

Processo: 08/11408-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Marcus Lira Brandão
Beneficiário:Julia Maria dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Ciclo estral animal   Serotonina   Núcleo dorsal da rafe   Psicobiologia   GABA

Resumo

Está bem estabelecido que machos e fêmeas reagem diferentemente aos diversos estressores. O transtorno do pânico (TP) é uma condição psiquiátrica bem definida e mais prevalente em mulheres. Embora sua etiologia ainda permaneça obscura, evidências sugerem um desequilíbrio funcional entre os sistemas gabaérgico e serotoninérgico. Sabe-se que os hormônios ovarianos podem modular a função do sistema serotoninérgico e as alterações hormonais que ocorrem durante o ciclo estral constituem-se em importante elo para o aumento da susceptibilidade ao TP em fêmeas. O núcleo dorsal da rafe (NDR) envia importantes projeções para a substância cinzenta periaquedutal dorsal (SCPd). Evidências mostram diferenças funcionais importantes desse núcleo em machos e fêmeas. Sabe-se também que durante o ciclo estral, a redução nos níveis de progesterona durante o diestro tardio está associada ao aumento paralelo na expressão das subunidades ±4²1´ do receptor GABA-A em interneurônios gabaérgicos da SCPd. O presente trabalho visa elucidar as alterações neuroquímicas e funcionais que ocorrem em fêmeas durante diferentes fases do ciclo reprodutivo e como essas alterações se refletem na predisposição ao desenvolvimento de distúrbios afetivos. Para isso, compararemos a atividade serotoninérgica do NDR e SCPd, em ratos machos com fêmeas em diferentes fases do ciclo estral. Como a fluoxetina, um inibidor seletivo da recaptação de serotonina, tem sido amplamente usada no tratamento do TP, determinaremos se a administração dessa droga pode prevenir a redução do tônus gabaérgico inibitório na SCPd em fêmeas no diestro tardio. Posteriormente, será feita uma análise imunohistoquímica da ativação dessas estruturas para verificar quais tipos de neurônios são recrutados durante o período onde as alterações comportamentais mostrarem-se mais evidentes.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DEVALL, ADAM J.; SANTOS, JULIA M.; FRY, JONATHAN P.; HONOUR, JOHN W.; BRANDAO, MARCUS L.; LOVICK, THELMA A. Elevation of brain allopregnanolone rather than 5-HT release by short term, low dose fluoxetine treatment prevents the estrous cycle-linked increase in stress sensitivity in female rats. European Neuropsychopharmacology, v. 25, n. 1, p. 113-123, JAN 2015. Citações Web of Science: 12.
DEVALL, ADAM J.; SANTOS, JULIA M.; LOVICK, THELMA A. Estrous cycle stage influences on neuronal responsiveness to repeated anxiogenic stress in female rats. Behavioural Brain Research, v. 225, n. 1, p. 334-340, NOV 20 2011. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.