Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização sócio-demográfica, epidemiológica e clínico-laboratorial de indivíduos com infecção pelo vírus da imunodeficiência humana tipo 1(hiv-1) incluídos em estudo de..

Processo: 08/50018-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Lenice Do Rosário de Souza
Beneficiário:Camila Sampaio Chiarantano
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):AIDS   HIV-1   Evolução clínica   Sarcoma de Kaposi

Resumo

Desde o início da década de 1980, a infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) possui importante impacto em saúde pública em todo o mundo. A introdução da terapia antiretroviral potente combinada para o tratamento dos pacientes portadores do HIV-1 tem proporcionado melhor qualidade de vida e maiores taxas de sobrevida. Por outro lado, o aumento na expectativa de vida tem ocasionado mudanças no padrão de doenças associadas à aids, com diminuição proporcional do das doenças oportunistas e aumento das neoplasias. Pacientes infectados pelo HIV-1 apresentam risco elevado de desenvolvimento de cânceres associados ao vírus associado ao sarcoma de Kaposi / Herpesvirus Humano tipo 8 (KSHV/HHV-8). Entretanto, são escassos os dados sobre o nível de exposição desses pacientes ao KSHV/HHV-8 no Brasil; adicionalmente, o efeito da co-infecção pelo KSHV/HHV-8 no manejo do paciente HIV-positivo ainda demanda investigação. O presente trabalho é parte integrante de pesquisa em andamento que visa avaliar prospectiva mente a infecção pelo KSHV/HHV-8 em pacientes portadores do HIV-1. Uma vez que os resultados sobre a infecção do KSHV/HHV-8 deverão ser cotejados com informações sócio-demográficas e clínico-laboratoriais dos pacientes, a presente proposta de iniciação científica busca estabelecer minuciosa caracterização da casuística do estudo, tendo como base a revisão de prontuários médicos e informações registradas nas fichas de acompanhamento clínico do projeto principal. (AU)