Busca avançada
Ano de início
Entree

Rápido acesso lexical: desempenho de crianças sem alteração de linguagem

Processo: 10/05568-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de maio de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Simone Rocha de Vasconcellos Hage
Beneficiário:Renata Fernandes
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/03247-5 - Síndrome Perisylviana, AP.TEM
Assunto(s):Linguagem

Resumo

O acesso lexical está relacionado à nomeação de figuras. Esta habilidade de processar os símbolos visuais rapidamente tem um importante papel na aprendizagem da leitura e da escrita, pois a criança, ao aprender a ortografia correta das palavras, torna-se capaz de processar símbolos visuais rapidamente (BOWERS & WOLF, 1993; CARDOSO-MARTINS & PENNINGTON 2001). Esta habilidade de processar os símbolos visuais rapidamente é avaliada através da tarefa de nomeação seriada rápida. Nela avaliam-se o tempo gasto pra nomear uma série de estímulos visuais familiares, por exemplo, cores, letras e números; o mais rápido possível. Nomear figuras é uma das formas de investigar como as informações lingüísticas são armazenadas e como podem ser recuperadas com o passar do tempo, diante de um estímulo (CYCOWICZ et al.,1997; STIVANIN& SCHEUER 2005). Neste sentido, o objetivo deste trabalho é verificar o perfil de crianças normais em prova que avalia a habilidade de rápido acesso lexical. Material e Método: serão selecionados 200 sujeitos com desenvolvimento típico de linguagem com idade entre 7 e 8 anos e 11 meses, de ambos os gêneros. As crianças serão selecionadas em escolas de ensino fundamental, tendo os seguintes fatores de inclusão: não apresentar histórico de alterações de linguagem oral e audição, e ainda, desempenho escolar compatível com 1ª ou 2ª série, apresentar desempenho compatível com a idade cronológica em prova de fonologia e teste de leitura. Para atender os fatores de inclusão será aplicado breve questionário com os pais que conterão perguntas a respeito de possíveis queixas de linguagem, audição e desempenho escolar, registradas por meio deste questionário, serão excluídas da amostra de análise. As que não tiverem histórico serão submetidas à Prova de Fonologia - nomeação, do Teste de linguagem infantil ABFW e ao subteste de leitura do TDE - Teste de Desempenho Escolar. Apresentando desempenho compatível com a idade cronológica nestas duas provas, as crianças serão submetidas à prova de Rápido Acesso Lexical (RALE).A prova RALE é constituída por três subtestes, sendo que cada um destes corresponde a uma ficha contendo 36 estímulos, distribuídos em seqüência aleatória em 6 linhas. Uma das fichas contem 6 diferentes figuras simples sem cores (coração, lua, estrela, círculo, cruz e sol), outra apresenta cubos em 4 diferentes cores ( azul, verde, amarelo e vermelho) e a terceira constitui-se de figuras coloridas contendo as figuras da primeira ficha nas diferentes cores da segunda ficha. A criança deverá nomear o mais rapidamente possível as seqüências aleatórias presentes nas três fichas, sendo que na primeira deverá dizer apenas o nome das figuras, na segunda apenas às cores e na terceira ficha, a figura e a cor de cada estímulo. O tempo necessário para executar a nomeação dos 36 estímulos de cada ficha será cronometrado, utilizando um cronômetro e juntamente com o número de erros cometidos será anotado na folha de registro para posterior análise. Será realizada análise estatística descritiva, com valores de média, desvio padrão, valores mínimos - máximos e mediana.