Busca avançada
Ano de início
Entree

Escravidão e abolição na história e na literatura feminina cubana e norte-americana no Século XIX. estudo de dois romances: SAB e a cabana do pai Tomás

Processo: 10/07709-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Stella Maris Scatena Franco Vilardaga
Beneficiário:Aline Vitor Ribeiro
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Século XIX

Resumo

A escravidão e o movimento abolicionista nos Estados Unidos e Cuba são temas já muito explorados na historiografia dos respectivos países, porém, a presença dessa temática na literatura e sob a visão de duas mulheres que vivenciaram tais processos proporcionam nova perspectiva ao tema. Por meio dos romances abolicionistas Sab, da cubana Gertrudis Gómez de Avellaneda (1814-1873), e A cabana do pai Tomás, da norte-americana Harriet Beecher Stowe (1811-1896), pretende-se observar como duas mulheres brancas e de famílias abastadas retratam em suas obras as figuras do negro e da mulher, e abordam a questão da escravidão e de gênero. Busca-se identificar as diferenças e semelhanças apresentadas entre as perspectivas das autoras, bem como suas possíveis relações com os contextos específicos da escravidão e da abolição em seus respectivos países. Procura-se entender, através da leitura dessas obras, porque mulheres na posição sócio-econômica de Avellaneda e Stowe escreviam sobre o abolicionismo, defendendo-o. Para o desenvolvimento dessa pesquisa, serão utilizadas como balizas cronológicas as datas de lançamento dos livros trabalhados, respectivamente, 1841 e 1851/1852.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.