Busca avançada
Ano de início
Entree

Processos de bioestimulação tecidual em modelos biológicos in vitro empregando-se fármacos fotossensíveis nanoveiculados

Processo: 09/16969-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Antonio Claudio Tedesco
Beneficiário:Sabrina Ikeda Neves Saeki
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/53719-4 - Utilização de nanocarreadores contendo fármacos fotossensíveis e outros ativos derivados de fatores de crescimento aplicados a processos fotodinâmicos nas áreas da saúde, AP.TEM
Assunto(s):Fotobiologia   Nanotecnologia   Fotoquímica   Nanoemulsão

Resumo

Uma variedade de terapias têm emergido nos últimos anos como conseqüência de avanços no campo das ciências e das tecnologias aplicadas a sistemas biológicos. Alguns relatos demonstram a aplicabilidade de laser de baixa potência (operando na faixa do vermelho e infravermelho próximo) contribui para o processo de regeneração de tecidos cutâneos. Entretanto, o uso dos Processos Fotodinâmicos (PFD) no tratamento cicatricial tem sido pouco explorado. Os trabalhos existentes relatam apenas os efeitos dos PFD no tratamento de tecido tumoral ou de outras doenças cutâneas. Neste projeto de pesquisa propõem-se o emprego dos PFD com intuito de se averiguar a resposta à cicatrização e regeneração tecidual, avaliando pontos importantes para a compreensão de fenômenos relacionados à interação da radiação eletromagnética visível com os tecidos biológicos. O emprego de ftalocianinas em processos fotodinâmicos tem levado à ótimos resultados dentro de protocolos estabelecidos na última década, muitos em fase clínica via PFD para tecidos tumorais. A utilização de sistemas de liberação nanoestruturados vem aperfeiçoar mais ainda a escolha destes fármacos fotossensíveis, altamente insolúveis, aproveitando-se das vantagens de processos utilizados atualmente em nanotecnologia, que de certa forma apontam para o futuro da tecnologia farmacêutica.