Busca avançada
Ano de início
Entree

Traços morfossintáticos e morfofonologia dos nominais em -dor e em -nte no Português do Brasil

Processo: 08/00426-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Ana Paula Scher
Beneficiário:Alessandro Boechat de Medeiros
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

O objetivo desta pesquisa é investigar duas formas nominais do português brasileiro: as nominalizações em -dor e -nte. Seu estudo contribui para a descrição e análise das nominalizações deverbais desta língua. O modelo aqui adotado é o da Morfologia Distribuída (Halle & Marantz 1993, Marantz 1997, 2001): modelo não-lexicalista que assume que os processos e operações responsáveis pela formação de constituintes sintáticos são os mesmos responsáveis pela formação de palavras. A Morfologia Distribuída se alinha com a teoria de Princípios e Parâmetros (Chomsky 1981) em sua versão mais recente, a do Programa Minimalista (Chomsky 1995, 1998). Tal escolha teórica permite explicar, de maneira mais natural, várias propriedades sintático-semânticas das formas estudadas fazendo uso de representações sintáticas. Num nível mais profundo, a pesquisa possibilita sondar propriedades da faculdade da linguagem humana por meio da análise de tais estruturas.