Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo funcional das palavras sempre e ainda: estágios de gramaticalização

Processo: 06/04293-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Histórica
Pesquisador responsável:Maria Célia Pereira Lima Hernandes
Beneficiário:Beatriz Del Grossi Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Gramaticalização   Advérbio

Resumo

Esta pesquisa parte do pressuposto de que a gramaticalização é um processo específico de mudança de uma categoria menos gramatical para mais gramatical, ou seja, um deslizamento sintático-semântico conduzido de um item ou construção lexical (mais pleno lexicalmente) para um item/construção gramatical (menos pleno de sentido), ou ainda de um item gramatical para um estágio mais gramatical ainda. Assim, uma palavra de determinada classe pode tornar-se suficientemente vazia de significado lexical, revigorando a gramática. Esse processo de mudança ocorre com as palavras sempre e ainda no português e cabe-nos a descrição desses usos e identificação dos critérios que possam evidenciar a mudança gramatical desses termos por meio dos usos típicos de variedade culta falada em São Paulo. Por conseguinte, com base na teoria funcionalista da gramaticalização, que envolve processos semânticos, sintáticos e fonológicos dos morfemas e das suas construções, estudaremos aqui o deslocamento funcional dos advérbios sempre e ainda. (AU)