Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação em Ratos Wistar da produção de ácidos graxos de cadeia curta e da modificação da permeabilidade intestinal promovidas pela ingestão de carboidratos não-digeríveis: frutooligossacarídeo e inul.

Processo: 06/06223-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Alceu Afonso Jordão Junior
Beneficiário:Cecília Helena Peinado de Sampaio Mattos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Frutooligossacarídeos   Ácidos graxos voláteis   Nutrição experimental   Inulina

Resumo

Segundo evidências científicas recentes, a ingestão de Frutooligossacarídeos (FOS) aumenta a produção de Ácidos Graxos de Cadeia Curta (AGCC), podendo levar a benefícios (melhora no perfil de lípides séricos e da diminuição da produção endógena de colesterol) ou malefícios (aumento da permeabilidade intestinal, favorecendo a translocação bacteriana).Para verificar estas hipóteses, serão utilizados 30 ratos machos Wistar, divididos em 3 grupos: FOS, inulina e controle. A dieta que será oferecida aos ratos do grupo controle será a AIN-93, sendo que os animais dos grupos FOS e do grupo inulina receberão tal dieta com a substituição da fibra padrão (50 g) pela mesma quantidade de FOS e inulina, respectivamente.Após tal período, serão colhidas amostras de urina, fezes e sangue, e quantificados os AGCC através de cromatografia gasosa. Será também realizado um teste de permeabilidade intestinal utilizando manitol. Por fim, os animais serão sacrificados por decapitação.