Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da administração central de antagonistas dos receptores At1 e AT2, em ratos normais e tratados com sobrecarga de sacarose na dieta

Processo: 09/50411-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Miriam Sterman Dolnikoff
Beneficiário:Gisele Silvério Lincevicius
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Angiotensina II   Pressão sanguínea   Sistema renina-angiotensina

Resumo

Resultados de nosso laboratório mostraram que ratos alimentados com ração e solução 20% de sacarose desenvolvem hipertensão e aumento na atividade do nervo simpático renal (ANSR) (Proc: 05/55157-5 e Freitas, 2007). Como a ANSR é controlada pelos núcleos RVL e PVN, é possível que os receptores AT1 e AT2 aí localizados estejam participando na gênese da hipertensão e da ANSR. Como a sacarose ingerida é decomposta em frutose e glicose não é conhecido se o efeito hipertensivo é devido ao efeito da frutose ou da glicose. Desta forma, será nosso objetivo inicial avaliar se ratos alimentados com maltodextrina tornam-se hipertensos e apresentam as mesmas alterações metabólicas e hormonais que os alimentados com sobrecarga de sacarose. Numa segunda etapa pretendemos investigar se a administração intra-cerebro ventricular dos antagonistas de receptores AT1 (losartan) e AT2 (PD123319) é capaz de bloquear as respostas hemodinâmicas (PA, FC) e hormonais desencadeadas pela sobrecarga de sacarose. Tal protocolo nos permitirá avaliar a participação central da angiotensina nas respostas encontradas. Logicamente, a realização desta etapa nos animais alimentados com maltodextrina (carboidrato formado por 2 a 15 moléculas de glicose) dependerá dos resultados encontrados. Assim, se não houver aumento na concentração plasmática de angiotensina é provável que não haja razão para se realizar o bloqueio central. Acreditamos que o desenvolvimento deste protocolo trará resultados promissores no que diz respeito aos mecanismos envolvidos na gênese da hipertensão provocada pela sobrecarga de sacarose na dieta. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.