Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das propriedades anti-tumorais da fosfoetanolamina sintética in vitro e in vivo no Melanoma B16F10

Processo: 07/50571-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Durvanei Augusto Maria
Beneficiário:Adilson Kleber Ferreira
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Ácidos graxos   Fosforilação oxidativa   Melanoma   Apoptose   Fosfoetanolamina   Ciclo celular

Resumo

A fosfoetanolamina sintética é uma molécula fosforilada artificialmente, com síntese inédita realizada pela primeira vez pelo nosso grupo, no Depto. Química Analítica - USP em São Carlos, com possíveis propriedades anti-inflamatórias e apoptóticas. O objetivo principal desse estudo e avaliar os efeitos anti-tumorais in vitro e in vivo da fosfoetanolamina sintética em células tumorais e no melanoma B16F10 implantados em camundongos C57BI/6J. Será determinada a concentração inibitória in vitro e mecanismos antiproliferativos e pró-apoptóticos em culturas de células tumorais e normais. In vivo avaliaremos o modelo de camundongos portadores de melanoma B16F10 dorsal após o 4º e 14º dias do implante tumoral tratados com solução aquosa pelas vias intraperitoneal e endovenosa de fosfoetanolamina sintética. Os seguintes parâmetros tumorais e hematológicos serão determinados: volume tumoral, área e número de metástases, eritrócitos, leucócitos, reticulócitos e plaquetas. Possíveis mecanismos de ação relacionados à atividade anti-tumoral, antiproliferativa e pro-apoptóticos serão determinados por citometria de fluxo pela da atividade da caspase-3, anexina-V e distribuição das fases do ciclo celular. Apesar dos avanços na compreensão da biologia e da história natural do melanoma, o tratamento das lesões metastáticas, ainda permanece desapontador. Nesse sentido se faz necessário a pesquisa de novos compostos com boa seletividade e baixa citotoxicidade para as células normais, a fosfoetanolamina sintética em células tumorais tem se mostrado de alta eficácia apresentando concentrações inibitórias em baixas concentrações molares sem alterar a viabilidade de células normais, dados preliminares já apresentados por nosso grupo. (AU)