Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise morfológica do intestino médio posterior de "Culex" quinquefasciatus após alimentação sanguínea

Processo: 02/07655-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2002
Vigência (Término): 30 de junho de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Alcira Tania Bijovsky de Katzin
Beneficiário:Fábio de Almeida
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Culex quinquefasciatus   Ultraestrutura

Resumo

Os mosquitos Culicidae são responsáveis, através do repasto sanguíneo, pela transmissão de diversas arboviroses, (dengue, febre amarela e outras), além de malária e filarioses que acometem o homem e animais domésticos. A digestão de sangue é realizada na região posterior do intestino médio, o que torna o epitélio desta região a porta de entrada dos eventuais parasitas para a hemolinfa do mosquito. Estudos de nosso laboratório descreveram que após o termino da digestão de sangue há alterações no epitélio da região posterior do intestino médio de Culex quinquefasciatus. Células epiteliais antes justapostas, apresentam-se separadas, com corpos de inclusão lamelares na região apical e um desarranjo das microvilosidades da membrana apical. Algumas células, soltas no lúmen ou no interior de outras células epiteliais sadias, apresentam deposição de cromatina condensada na periferia do núcleo e dilatação do reticulo endoplasmático, sugerindo um processo de apoptose. Pretendemos analisar por microscopia óptica e eletrônica o epitélio da região posterior do intestino médio de Culex quinquefasciatus entre 48 horas e 7-10 dias após a alimentação com sangue para verificar a extensão e duração dos danos teciduais provocados pelo processo digestivo, estudar as mudanças na arquitetura dos músculos intestinais e confirmar a ocorrência de apoptose. (AU)