Busca avançada
Ano de início
Entree

Neoplasias intracranianas em caes:avaliacao anatomopatologica e colheita de material para estudos em patologia molecular.

Processo: 05/52884-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Paulo César Maiorka
Beneficiário:Kalan Bastos Violin
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Técnicas de diagnóstico molecular   Neuropatologia   Neurologia   Oncologia

Resumo

O desenvolvimento do projeto busca realizar uma avaliação dos aspectos clínicos, imagiologia (tomografia computadorizada) e anatomopatológicos de neoplasias intracranianas de cães que foram necropsiados no Departamento de Patologia da FMVZ-USP. Os cães são os animais que apresentam maior freqüência de neoplasias intracranianas. Este fato está relacionado ao aumento na sua longevidade. Aliado a este fator temos o emprego recente de métodos diagnósticos auxiliares na rotina em neurologia clínica. Com isto verifica-se uma melhora na aquisição de dados e número crescente de diagnósticos recentes deste tipo de afecção na nossa rotina clínica e de necropsia. No decorrer deste projeto serão acompanhados os casos de necropsia, bem como levantando de dados clínicos e diagnósticos por imagem. Os tumores serão classificados histologicamente pela nomendatura preconizada pela OMS. Estudos imunoistoquímicos serão realizados quando pertinentes, para a classificação, e estudo de marcadores. Serão feitos estudos da correlação dos sintomas clínicos com os dados de imagem e exames complementares destes casos. Com isto propiciando a formação de um banco de dados para estudos epidemiológicos destas afecções em nosso meio. Serão colhidas amostras de DNA dos tumores e mantidas em condição para formação de um banco de material genético e estudos posteriores, no campo da patologia molecular em neurooncologia comparada. (AU)