Busca avançada
Ano de início
Entree

Efetividade e segurança da aspirina oral para tratamento de pacientes com úlcera venosa de perna

Processo: 09/52657-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo de Oliveira Carvalho
Beneficiário:Rebeca França de Aquino
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Ácido acetilsalicílico

Resumo

INTRODUÇÃO: Úlceras venosas são comuns na população adulta, causando significante impacto social e econômico devido a sua natureza recorrente e ao longo tempo decorrido entre sua abertura e a cicatrização. Apesar da elevada prevalência e da importância da úlcera venosa, ela é freqüentemente negligenciada e abordada de maneira inadequada. Os principais métodos destinados à cicatrização da úlcera são a terapia compressiva, uso de curativos, tratamento local, uso de medicamentos sistêmicos e tratamento cirúrgico. A aspirina devido a sua ação analgésica, anti-inflamatória, inibidora da expressão de moléculas de adesão redutora da síntese de óxido nítrico, entre outras, tem sido indicada como tratamento adjuvante em pacientes portadores de úlceras venosas, porém sua indicação terapêutica no auxílio da cicatrização de úlceras ainda é duvidosa. Para tanto, faz-se necessário a realização de uma revisão sistemática para definir a ação e a utilidade da aspirina oral nesses pacientes. OBJETIVO: Avaliar a efetividade e a segurança do uso de aspirina oral no tratamento de pacientes portadores de úlcera venosa em perna. MÉTODO: Trata-se de uma revisão sistemática de ensaios clínicos aleatorizados em pacientes com úlcera venosa por estase, submetidos ao tratamento com aspirina oral. Será realizada busca eletrônica com estratégia de busca específica para esta revisão através das bases de dados: Medline (1966-2009), Registro de Ensaios Controlados da Cochrane (2009), Embase (1974-2009) e Lilacs (1988-2009) e serão selecionados estudos que preencham os critérios de inclusão. Avaliar-se-ão os desfechos de acordo com os critérios primários (tempo de cicatrização, qualidade de vida) e secundários (recorrência de úlceras venosa, eventos hemorrágicos, eventos gastrointestinais, disfunção renal, reações dermatológicas e de hipersensibilidade). (AU)