Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos dos peptídeos ricos em prolina durante a espermiogênese de mamíferos

Processo: 06/57958-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Martins de Camargo
Beneficiário:Carlos Alberto da Silva
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14307-9 - Center for Applied Toxinology, AP.CEPID
Assunto(s):Serpentes   Testículo   Espermatogênese

Resumo

Os PRPs (peptídeos ricos em prolinas) encontrados no veneno da serpente Bothrops jararaca, foram os primeiros inibidores naturais da ACE somática. São peptídeos ricos em prolina que possuem piroglutamil como resíduo N-terminal e prolina como resíduo C-terminal. Demonstramos por estudos de distribuição biológica em camundongos, que o PRP-10c [píro-ENWP(I125) HPQIPP] apresenta significante %DI (dose injetada) no testículo, sugerindo possível interação com a tACE. Tem sido mostrado que essa enzima está diretamente associada à fertilidade masculina. A possível afinidade do PRP-10c com a ACE (testicular nos levou a suspeitar que houvesse uma ligação a tACE podendo, portanto, modular a espermatogênese. De fato, dados preliminares demonstraram que o PRP-10c inibe a espermatogênese durante a fase de maturação dos espermatozóides em camundongos previamente tratados. Esses resultados nos levaram a propor o presente projeto, que visa avaliar os efeitos dos PRPs sobre os principais eventos da espermatogênese, assim como, na fertilização in vitro, levando em consideração os possíveis efeitos desses peptídeos sobre a atividade da tACE, assim como, a liberação de NO. Dessa forma, a identificação de novas moléculas que interferem nesses processos abrem perspectivas para o desenvolvimento de fármacos com propriedade contraceptiva no homem ou em animais. (AU)