Busca avançada
Ano de início
Entree

A concepção de linguagem subjacente aos testes de memória: implicações do discurso clínico para a Neurolinguística

Processo: 98/16475-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 1999
Vigência (Término): 30 de setembro de 2001
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Edwiges Maria Morato
Beneficiário:Fernanda Miranda da Cruz
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Cognição   Linguagem   Neurolinguística   Subjetividade   Memória (psicologia)

Resumo

Este estudo pretende proceder a uma análise crítica das concepções de linguagem e de memória subjacentes aos testes clássicos (e vigentes) e da capacidade mnêmica, utilizados para aferir parâmetros patológicos (e, naturalmente, normais). A hipótese que sustenta este projeto de pesquisa é que, na verdade, tais testes reduzem um fenômeno sociocultural, heterogêneo e multifacético como a memória à metamemória (ou seja, ao conjunto de capacidades mnêmicas relacionadas a si mesmas, à margem das contingências significativas que constituem a memória). (AU)