Busca avançada
Ano de início
Entree

Efetividade da terapia fotodinâmica na inativação de Candida spp

Processo: 06/06327-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ana Cláudia Pavarina
Beneficiário:Luciana Fernandes Ballan
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Próteses e implantes   Fármacos fotossensibilizantes   Estomatite protética   LED   Terapia fotodinâmica   Candida albicans

Resumo

A estomatite protética é uma infecção que acomete cerca de 65% dos pacientes portadores de próteses dentárias removíveis, sendo a espécie fúngica Candida albicans o principal microrganismo envolvido no desenvolvimento dessa condição patológica. Frente à necessidade do desenvolvimento de terapias mais eficientes e seguras para o tratamento da infecção da mucosa, este trabalho tem por objetivo avaliar in vitro a efetividade da Terapia Fotodinâmica, na inativação de diferentes espécies de Candida. As espécies utilizadas serão cepas padrão e resistentes a fluconazol de C. albicans e C. glabrata. A Terapia Fotodinâmica será realizada por meio da utilização da porfirina como agente fotossensibilizante, associada à luz do tipo LED. Suspensões de cada microrganismo serão submetidas à Terapia Fotodinâmica utilizando a porfirina nas concentrações de 2,5, 5, 10, 25 e 50 mg/L e um aparelho LED de 25 mW/cm2 (vermelho de 630 nm). Para a irradiação, serão avaliadas doses de 20, 35, 50 e 75 J/cm2. A sobrevivência dos fungos será verificada em placas de Agar Sabouraud.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.