Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da incorporação de peptídeo antimicrobiano em membranas de celulose bacteriana obtidas a partir de resíduos da indústria de alimentos

Processo: 10/05774-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Adalberto Pessoa Junior
Beneficiário:Talita Almeida Vicentin
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anti-infecciosos   Produção

Resumo

A nisina é um peptídeo antimicrobiano, de 3,4 kDa, produzido pelo microrganismo Lactococcus lactis ATCC 11454. Esta bacteriocina apresenta capacidade de inibir a germinação de esporos e o desenvolvimento de bactérias Gram-positivas, assim como, de bactérias Gram-negativas na presença de agentes quelantes. Inúmeras aplicações da nisina vêm sendo desenvolvidas, incluindo sua aplicação em contraceptivos e doenças relacionadas ao sistema digestório. Estudos mostram que a nisina é um peptídeo polivalente. A celulose bacteriana tem sido amplamente utilizada como curativo em úlceras epiteliais, feridas e queimaduras, em substituição da gaze hospitalar, por ser considerada um material ideal e de alta qualidade para estes fins. O presente projeto tem por objetivos produzir membranas de celulose bacteriana através de resíduos de alimentos (frutas em geral, descartadas por feiras e/ou estabelecimentos comerciais) e avaliar a eficácia da incorporação da nisina comercial. Todas as metodologias envolvidas terão por base o projeto da aluna de pós-doutorado Angela Faustino Jozala (FAPESP 09/08291-9).