Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de fibras têxteis a partir de celulose de bagaço de cana-de-açúcar com a incorporação de fármacos e enzimas para aplicações médicas

Processo: 06/56029-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2006
Vigência (Término): 03 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Adalberto Pessoa Junior
Beneficiário:Sirlene Maria da Costa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Celulose   Bagaços   Cana-de-açúcar   Polpação   Megazol   Bromelaínas

Resumo

Neste trabalho será utilizada a celulose obtida do bagaço de cana-de-açúcar por processo de polpação soda/antraquinona para produção uma fibra têxtil denominada liocel. O liocel é uma fibra conhecida pelas boas propriedades de conforto que ela oferece ao vestuário. Para o desenvolvimento deste estudo prevê-se também a utilização da celulose de origem comercial e misturas de dois tipos de celulose em proporções (10, 20 e 30%), visando à produção de fibras com diferentes propriedades. Este trabalho visa à aplicação destas novas fibras na área médica e para evitar possíveis contaminações com fungos destas fibras, pretende-se fazer um estudo da incorporação do fármaco megazol (0,02 g/g fibra), que é capaz de atuar como antifúngico, bactericida e antiparasitário. Além do fármaco pretende se também utilizar lisozima (5 mg/g fibra) e bromelina (5 mg/g fibra). A bromelina é uma enzima que é capaz de exercer propriedades anti-inflamatórias. Para incorporação do fármaco e das enzimas nas fibras, serão testados alguns métodos de imobilização covalente. Espera-se com este estudo não somente promover uma aplicação mais nobre para o bagaço de cana-de-açúcar que é um resíduo queimado nas usinas para geração de energia, mas também desenvolver novos materiais para serem aplicados na área médica com custo mais acessível e ecologicamente corretos. (AU)

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

FIBRA OBTIDA A PARTIR DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS, PROCESSO PARA SUA PREPARAÇÃO E PRODUTO COMPREENDENDO TAL FIBRA PI0802588-6 - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ; Universidade de São Paulo (USP) . Silgia Aparecida da Costa; Sirlene Maria da Costa; Adalberto Pessoa Junior - 13 de agosto de 2008

 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.