Busca avançada
Ano de início
Entree

Preparação e caracterização de cerâmicas e puxamento de fibras monocristalinas de ba[1-x]caxtio[3](bct) e Sr [1-x]caxtio[3] (sct)

Processo: 01/07970-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2001
Vigência (Término): 30 de setembro de 2003
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Antônio Carlos Hernandes
Beneficiário:Talita Mazon
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14324-0 - Multidisciplinary Center for Development of Ceramic Materials, AP.CEPID

Resumo

Os materiais mistos derivados do BaTiO3 (BT) e do SrTiO3 (ST), tais como Ba1-xCaxTiO3 (BCT) e o Sr1-xCaxTiO3 (SCT) estão sendo muito estudados, recentemente, por exibirem ótimas propriedades elétricas e ópticas. Esses materiais são promissores para substituírem os compostos à base de chumbo, tais como o PbMg1/3Nb2/3O3 (PMN), Pb(Zr1-xTix)O3 (PZT) e o (Pb,La)(Zr1-xTix)O3 (PLZT), presentes em dispositivos em nosso dia-a-dia. Pesquisas em novos materiais e/ou a otimização das propriedades físicas de compostos especiais, sem a presença de metais pesados, como o chumbo, são de grande relevância para a preservação do meio ambiente. Além disso, para os materiais mistos de BT e ST, ainda há poucos estudos sobre a influência da adição de íons terras raras, tal como o neodímio, em suas propriedades ópticas. Cerâmicas de BCT e SCT, puras e dopadas com Nd3+, serão preparadas utilizando o método convencional de síntese do estado sólido. As fibras monocristalinas serão puxadas usando-se a técnica denominada Laser Heated Pedestal Growth (LHPG). As caracterizações dos pós-sintetizados e das cerâmicas serão feitas por difração de raios-X (DRX), sedigrafia, porosimetria, microscopia eletrônica de varredura (MEV) e espectroscopia de impedância. As fibras serão analisadas em microscópio óptico, MEV, DRX, absorção óptica e luminescência. As medidas de luminescência serão efetuadas com pesquisadores do Grupo de Óptica do IFSC e com pesquisadores da Universidad Autonoma de Madrid, Espanha; com o qual o Grupo de Pesquisa possui forte cooperação científica. Esse projeto será desenvolvido no âmbito do Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos, CMDMC/CEPID/FAPESP. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.