Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas celulares a lesões no genoma

Processo: 09/52120-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Carlos Frederico Martins Menck
Beneficiário:Luís Guilherme Puttini Polo
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dano ao DNA   Reparo do DNA   Citotoxicidade   Cisplatino

Resumo

A resposta celular a lesões no DNA compreende grande variedade de diferentes processos biológicos como a parada de ciclo celular, tolerância à lesão, reparo da lesão ou indução de apoptose. Linhagens celulares mutantes em genes que codificam para proteínas de reparo apresentam maior sensibilidade aos agentes genotóxicos além de que alterações nas vias de reparo são importantes na quimiorresistência a agentes quimioterápicos. O objetivo do projeto é avaliar a participação de diferentes vias de reparo na resposta aos danos causados pelo agente quimioterápico cisplatina. Para isso as linhagens celulares MRC5 (proficiente em reparo por excisão de nucleotídeos, NER), XP12RO (deficientes no reparo por NER, no gene XPA) e XP12RO complementada (proficiente em NER) serão expostas à cisplatina e a citotoxicidade será avaliada determinando-se a capacidade clonogênica e a porcentagem de células hipodiplóides por citometria de fluxo. Em seguida, siRNA contra o gene da proteína DNA-PK (quinase dependente de DNA, a qual participa no reparo de extremidades não homólogas, NHEJ) será usado para explorar o envolvimento NHEJ na sensibilidade à cisplatina (AU)