Busca avançada
Ano de início
Entree

Audiometria tonal de Alta-Freqüência em crianças ouvintes normais

Processo: 07/07473-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Adriana Ribeiro Tavares Anastasio
Beneficiário:Renata Daniela Radael
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Audiologia

Resumo

A audiometria tonal de altas freqüências (AT-AF) é um procedimento em que o indivíduo tem sua sensibilidade auditiva mensurada na faixa de freqüência entre 9000 e 20.000 Hz, dependendo do audiômetro utilizado. O mesmo é apontado como um instrumento para o diagnóstico precoce de alterações auditivas provenientes de alguns agentes etiológicos, tais como o envelhecimento, exposição a ototóxicos, a ruído ocupacional, seqüela de otite média, monitorização da audição em pessoas com insuficiência renal, avaliação dos distúrbios de processamento auditivo e investigação do comprometimento auditivo em familiares de deficientes auditivos de origem genética.A sensibilidade auditiva em altas freqüências é importante para a compreensão da fala, sendo assim, muitas poderão ser as conseqüências de uma privação sensorial em fase de aquisição de fala, pois o desenvolvimento da linguagem oral depende do canal sensorial auditivo. Ao estudarmos a relação entre o limiar de audibilidade para as altas freqüências em crianças de risco a atrasos no desenvolvimento de fala e linguagem, necessitamos de padrões de normalidade estabelecidos, em crianças audiologicamente normais, para que análises e comparações possam ser feitas.Como os estudos a respeito de padrões de normalidade para a AT-AF em crianças são escassos, o objetivo deste trabalho é determinar os limiares auditivos nas altas freqüências em crianças audiologicamente normais.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.