Busca avançada
Ano de início
Entree

Arquivos pessoais como fonte de pesquisa para a memória institucional

Processo: 07/59876-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Ciência da Informação - Arquivologia
Pesquisador responsável:Telma Campanha de Carvalho Madio
Beneficiário:Renato Crivelli Duarte
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Arquivística   Identidade organizacional   Memória coletiva   Arquivos privados

Resumo

Este projeto vem mostrar as funções da memória coletiva para a sociedade em geral e as contribuições que podem ser dadas à ela através da memória individual. A memória pertencente a alguma instituição, no sentido mais amplo da palavra, é responsável por manter as características deste povo a partir de sua história, do conhecimento, por parte dos integrantes, de acontecimentos importantes que marcaram trajetória deste grupo. Estes momentos marcantes, além do que é conhecido pela população em geral, existe também uma versão que não é conhecida nem contextualizada nos andares da história, se trata da visão dos participantes destes fatos. Estes que presenciaram os acontecimentos guardam consigo uma visão particular, que pode diferir do que é conhecido pelo restante do grupo. Vamos mostrar como pode ser explorada esta visão a partir de estudos em fontes que guardam a memória destes indivíduos. Trazendo para a realidade arquivística, tendo o arquivo como principal fonte de pesquisa para historiadores e pesquisadores, mostraremos o arquivo pessoal como preservador dessa memória individual, a partir da documentação produzida pelo titular, sendo como a materialização de seus pensamentos e idéias. A partir desta visão, trataremos o arquivo pessoal, a representação documental deste cidadão, como uma fonte que poderia auxiliar a pesquisa de reconstrução da memória de um determinado grupo do qual o titular era integrante. Estas novas visões podem trazer grandes contribuições para estes estudos de épocas. (AU)