Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo entre gráficos de índice de massa corpórea por sexo e idade internacionais e o gráfico brasileiro

Processo: 08/06382-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcio Corrêa Mancini
Beneficiário:Clarissa Tamie Hiwatashi Fujiwara
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Obesidade   Obesidade pediátrica   Sobrepeso

Resumo

O sobrepeso na infância e adolescência está associado ao excesso de peso na idade adulta, além da presença de diversas alterações metabólicas e endócrinas já na infância, como a intolerância à glicose e a hiperinsulinemia. A classificação mais freqüente do estado nutricional para crianças e adolescentes é realizada de acordo com gráficos de percentil (P) do índice de massa corpórea (IMC) para idade e sexo. Nas curvas de crescimento do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), o sobrepeso e a obesidade são definidos como um IMC igual ou acima do P 85 e do P 95, respectivamente. Além do CDC, a World Health Organization (WHO) também possui gráficos para a avaliação do IMC. Em 2006, Conde & Monteiro delinearam um gráfico de referência nacional a partir de dados de crianças e adolescentes entre 2 e 19 anos, extraídos da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição (PNSN) de 1989. A curva mais adequada para utilização será aquela que classifica o sobrepeso ou obesidade com a maior prevalência de comorbidades associadas a estas condições, uma vez que as diferenças nas características populacionais de cada curva de crescimento podem interferir na avaliação.Atualmente, são escassas as análises comparativas entre as curvas de IMC quanto ao diagnóstico de sobrepeso e obesidade com a presença de comorbidades em crianças e adolescentes em nosso país. O objetivo deste estudo é identificar a curva mais adequada para diagnóstico de sobrepeso e obesidade em nossos pacientes e verificar a variação dos diagnósticos utilizando as curvas do CDC, WHO e Conde & Monteiro. Serão avaliados 200 pacientes da Liga de Obesidade Infantil, com idade entre 7 e 17 anos, que serão submetidos à avaliação antropométrica, bioquímica e hormonal. O método LMS será utilizado para determinação do desvio padrão para o IMC de cada curva.