Busca avançada
Ano de início
Entree

Estimativa de idade pela avaliação dos estágios de mineralização dos terceiros molares através de radiografias panorâmicas

Processo: 09/17117-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ricardo Henrique Alves da Silva
Beneficiário:Letícia Oliveira Tonin
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Terceiro molar   Radiografia panorâmica   Odontologia legal

Resumo

A identificação humana constitui uma das áreas de atuação da Medicina Legal e da Odontologia Legal mais conhecidas devido à grande exposição midiática quando em acidentes em massa. A estimativa de idade é parte integrante do capitulo de Identificação humana e de fundamental importância, seja em indivíduos vivos ou mortos, independente do estado em que se encontre. A Medicina Legal possui métodos comumente utilizados para determinação da idade como a análise da maturidade esquelética pelo exame radiográfico da mão e punho, enquanto a Odontologia Legal possui como ferramenta a avaliação cronológica da erupção dentária. Porém, ambos os métodos podem ser limitados quando necessário estimar idade a partir dos 18 anos. Neste aspecto, a estimativa da idade pelos elementos dentários, especificamente a análise dos estágios de mineralização dos terceiros molares apresenta vantagens. O presente estudo objetiva verificar a aplicabilidade dos estágios de mineralização dos terceiros molares na estimativa de idade em indivíduos de 9 a 21 anos de idade, a partir de um acervo radiográfico composto de n=1200 radiografias panorâmicas, tendo em vista que o ideal em Antropologia Forense é a elaboração de tabelas regionais e estabelecer os padrões inerentes de cada região.