Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos efeitos do Tribulus terrestris e da Tibolona em mulheres com disfunção do desejo sexual após a menopausa

Processo: 09/17561-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Sonia Maria Rolim Rosa Lima
Beneficiário:Camila Pinho Brasileiro Martins
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tribulus terrestris   Menopausa

Resumo

INTRODUÇÂO: A sexualidade forma parte integral da personalidade de cada ser; influencia pensamentos, sentimentos, ações, integrações e, portanto, a saúde física e mental. Estima-se que 43% das mulheres apresentam pelo menos uma queixa sexual. Os transtornos do desejo e da excitação estão entre os problemas mais comuns presentes na clínica ginecológica. As plantas medicinais vêm sendo utilizadas com finalidade terapêutica há milhares de anos, sendo descritas propriedades afrodisíacas em diversas plantas. O Tribulus terrestris é planta originária da Índia, recomendada no tratamento da infertilidade, baixa libido e impotência sexual, sendo o seu principio ativo principal a protodioscina. Enquanto a ação do estrogênio no circuito neuroendócrino e trofismo de órgãos genitais têm sido bem estabelecidos, a contribuição dos androgênios para o bem estar físico e mental feminino é ainda um problema de discussão. A mulher após a menopausa pode apresentar redução de até 30% nas concentrações séricas de testosterona em relação à pré-menopausa. Vários estudos sugerem que a tibolona pode melhorar a função sexual, visto apresentar propriedades estrogênicas, progestogênicas e androgênicas. A melhora da libido com a tibolona é plausível em decorrência de a testosterona ter demonstrado melhora na libido e na freqüência da atividade sexual. OBJETIVO: 1) Estudar os efeitos do Tribulus terrestris em mulheres com disfunção sexual após a menopausa. 2) Estudar os efeitos da tibolona em mulheres com disfunção sexual após a menopausa. 3) Realizar estudo comparativo dos resultados de ambos os grupos.METODOLOGIA: O estudo será prospectivo, randomizado e duplo-cego, onde serão aplicados questionários de anamnese geral e questionários de avaliação da resposta sexual. A pesquisa será realizada no Ambulatório de Fitomedicamentos do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com 90 mulheres após a menopausa com disfunção do desejo sexual. Após a identificação, serão realizados anamnese, exame físico e aplicação dos questionários e coleta de material para exames laboratoriais de rotina do climatério. As mulheres serão divididas em três grupos de 30, sendo que um grupo irá receber Tribulus terrestris (750 mg/dia) por um período de três meses, o 2º receberá Tibolona (2,5mg/dia) e o 3º grupo receberá placebo pelo mesmo período. Transcorrida esta etapa, as mulheres serão novamente submetidas aos questionários e serão repetidos os exames laboratoriais.RESULTADOS ESPERADOS: Melhora da disfunção do desejo sexual nos grupos tratados com Tribulus terrestris e Tibolona. Após o término da pesquisa a mesma será enviada para publicação em Revista Qualis A, quer os resultados obtidos sejam favoráveis ou não.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.