Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro da morfologia e permeabilidade dentinária após a aplicação de diferentes agentes dessensibilizantes

Processo: 10/14106-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Sergio Kiyoshi Ishikiriama
Beneficiário:Fabio Antonio Piola Rizzante
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Permeabilidade da dentina   Sensibilidade da dentina   Dentística

Resumo

O objetivo do presente trabalho será testar a hipótese nula de que não existem diferenças entre os produtos dessensibilizantes na obliteração dos túbulos dentinários vistos em nível de microscopia eletrônica de varredura, e em relação à diminuição da permeabilidade dentinária frente à infiltração de corante. Para tal, 90 espécimes de dentina radicular bovina serão obtidas e aleatoriamente distribuídas em 9 grupos: Grupo 1 - Dentifrício Colgate Pró-Alivium; Grupo 2 - Desensibilize; Grupo 3 - Sensi Kill; Grupo 4 - Oxa-gel; Grupo 5 - Sensi active; Grupo 6 - GHF; Grupo 7 - Gluma Desensitizer; Grupo 8 - Laser Nd:YAG; Grupo 9 - Laser de diodo. Será feito então o tratamento de metade da superfície de dentina preparada, respeitando-se a área controle, com a aplicação do agente dessensibilizante referente ao grupo em que o espécime está inserido, seguindo as recomendações dos respectivos fabricantes (Grupos de 1 a 7). Para o Grupos 8 a metade teste será irradiada com luz laser, seguindo os protocolos do laboratório especial de laser em odontologia (LELO) da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FO-USP) e, para o Grupo 9, a metade teste será irradiada com luz laser, seguindo os protocolos pré-estabelecidos pelo aparelho. Para cada grupo, as raízes serão subdivididas em dois subgrupos (n=5). Os espécimes do primeiro subgrupo serão processados e analisados em microscopia eletrônica de varredura (MEV) para avaliar a obliteração física dos túbulos dentinários; os espécimes do segundo subgrupo serão submetidos ao teste de permeabilidade à fucsina básica 0,5% para avaliar o grau de infiltração do corante na dentina. A análise estatística será realizada por meio do teste ANOVA a 1 critério e Teste Tukey, ambos com p<0,05, para ambos os subgrupos (MEV e permeabilidade). Também será realizado o teste de correlação de Pearson entre permeabilidade e porcentagem de túbulos dentinários obliterados.