Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do papel de proto-oncogenese e genes supressores de tumor no controle da proliferação e neoplasia usando oligonucleotídeos antisense e antisoros específicos

Processo: 96/06750-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 1997
Vigência (Término): 31 de janeiro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Gangenahalli Ugraiah Gurudutta
Beneficiário:Gangenahalli Ugraiah Gurudutta
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:95/09344-4 - Ataque molecular ao controle da proliferação celular e origem de neoplasias, AP.TEM

Resumo

A proliferação celular normal é controlada por reguladores extracelulares (hormônios clássicos peptídicos e esteroídicos) e fatores peptídicos de crescimento. Dois tipos principais de produtos gênicos participam da resposta celular a estes reguladores extracelulares, os produtos de oncogenes e de genes supressores de tumor. Alterações destes produtos levam ao aparecimento de tumores (neoplasias). O Objetivo Geral deste projeto é esclarecer as bases moleculares do fenômeno de reversão fenotípica (tumoral-normal) induzido por hormônios glucocorticóides em células C6/ST1 de glioma de rato e da transformação maligna causada pelo oncogene "midlle T" (MT) de poliomavírus em células 3T3 de camundongo. Três objetivos específicos são propostos: 1. Análise dos genes regulados por glucorticoides nas células C6/ST1, por clonagem molecular, utilizando hibridização diferencial, "differential display of RNA", entre outras técnicas; caracterização estrutural e funcional dos cDNAs isolados e teste do papel de seus produtos gênicos na reversão fenotípica por interferência (uso de oligonucleotídeos antisense nas células C6/ST1) e super-expressão (nas células C6/P7 que não sofrem a reversão fenotípica). Análise da expressão de oncogenes e genes supressores de tumor, a nível de RNA e/ou proteína utilizando sondas e antisoros específicos. 2. Análise das alterações moleculares provocadas por MT de poliomavírus, particularmente na expressão dos genes de resposta primária a fatores peptídicos de crescimento (proto-oncogenes c-fosy c-jun, c-myc, c-rel; interleucinas JE, KC) e da interação de MT com proteínas celulares envolvidas na transdução do sinal proliferativo. 3. Produção de oncoproteínas recombinantes (membros das famílias Fos e Jun, supressor de tumor RB, produtos de genes regulados por glucocorticoides) em vetores de expressão de procariotos (bactéria) e de eucariotos (baculovirus/células de inseto) para a geração de anti-soros específicos. Espera-se poder contribuir para ampliar o conhecimento sobre as bases moleculares da transformação maligna induzida por vírus tumorais e do efeito anti-tumoral de hormônios glucocorticoides. O enfoque molecular adotado poderá gerar novos "insights" no desenho de drogas repressoras da divisão celular que poderiam atuar na terapia tumoral. (AU)