Busca avançada
Ano de início
Entree

A ocupação ceramista pré-colonial do Planalto Central Brasileiro: origens e desenvolvimento

Processo: 96/05070-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 1997
Vigência (Término): 30 de novembro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Pesquisador responsável:Erika Marion Robrahn Gonzalez
Beneficiário:Erika Marion Robrahn Gonzalez
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ceramistas   Período Pré-colonial   Brasil

Resumo

A presente proposta dá conta da segunda fase de execução do projeto intitulado "A ocupação ceramista pré-colonial do Brasil Central: origens e desenvolvimento", iniciado em 1990 e cujos primeiros resultados foram apresentados na forma de tese de Doutoramento junto à FFLCH-USP em fevereiro último (processo FAPESP 91/1964-2). O objetivo maior do projeto é discutir a dinâmica dos processos de formação e desenvolvimento dos grupos ceramistas da região. Isto envolve não apenas a análise dos vestígios arqueológicos ali existentes, mas também a busca de elementos externos, uma vez que a ocupação do Brasil Central está fortemente envolvida com movimentos populacionais mais amplos, incluindo fenômenos como migração e diferentes formas de interação cultural. Na primeira fase do Projeto realizou-se um levantamento crítico, uniforme e sistemático dos dados existentes na bibliografia, além da análise do material coletado em uma amostra de 20% dos sítios arqueológicos da região (47 casos). O conjunto de informações obtidas levou principalmente à formulação de problemas específicos de pesquisa que devem ser, nesta segunda fase, aprofundados e ampliados. A continuidade das análises necessita, por um lado, da obtenção de informações dentro do próprio Brasil Central, através de um aumento da amostra de casos, bem como da realização de análises, minuciosas a nível de sítio (denominada Household Archaeology), com o objetivo de identificar de forma mais detalhada a natureza de possíveis processos internos de mudança cultural. Por outro lado, para que se possa evoluir problemas referentes a insumos culturais externos recebidos pelos grupos locais, mostra-se fundamental desenvolver análises comparativas sistemáticas, através da ampliação da própria abrangência da pesquisa, com a expansão dos estudos para as regiões norte, nordeste, sudeste e sul brasileiras. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.