Busca avançada
Ano de início
Entree

Reorganização neural e comportamental em ratos com lesão hipocampal neonatal induzida por radiação ionizante

Processo: 97/11438-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 1998
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Rita de Cássia Margarido Moreira
Beneficiário:Rita de Cássia Margarido Moreira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Giro denteado   Radiação ionizante   Memória operacional

Resumo

Os objetivos deste projeto são: 1) avaliar e comparar os efeitos da radiação-X sobre o desempenho de ratos Wistar nas tarefas de discriminação condicional espacial e de memória operacional espacial; 2) avaliar o papel do giro denteado hipocampal na aprendizagem de tarefas espaciais e/ou na memória operacional espacial; 3) avaliar a possibilidade de que haja reorganização neural do hipocampo após um dano seletivo provocado nas células granulares do giro denteado no início da vida; 4) testar a possível ocorrência de plasticidade comportamental ao longo do crescimento do animal lesado no início da vida, correlacionando-a a reorganização neural hipocampal, e 5) avaliar o papel da aprendizagem cumulativa na organização comportamental e neural ao longo do desenvolvimento. O acompanhamento neural e comportamental de animais com o giro denteado lesado no início da vida, com radiação ionizante, em tarefas espaciais de discriminação condicional e memória operacional permitirá avaliar o envolvimento da formação hipocampal nos processos cognitivos necessários para a aprendizagem desse tipo de tarefa em diferentes momentos da vida do animal, assim como verificar os efeitos biológicos e comportamentais da exposição neonatal a raios-X. Ratos Wistar irradiados e sham-irradiados no período neonatal, com dose total de 14 Gy de raios-X para lesão do giro denteado, serão submetidos a uma tarefa de discriminação condicional espacial - "non-matching-to-sample" (NMTS) - em um labirinto em "+" e a uma tarefa de memória operacional no labirinto aquático de Morris, em três diferentes fases do desenvolvimento do sujeito, 25, 65 e 100 dias de idade. Ao término de cada uma destas fases, alguns animais serão sacrificados para avaliação da extensão da perda celular através da técnica de estereologia e projeções das células remanescentes para o campo CA3 do hipocampo. (AU)