Busca avançada
Ano de início
Entree

A noção de sujeito na psicanálise

Processo: 97/10680-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 20 de dezembro de 1997
Vigência (Término): 28 de janeiro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Manoel Tosta Berlinck
Beneficiário:Manoel Tosta Berlinck
Anfitrião: Pierre Fedida
Instituição-sede: Setor de Pós-Graduação. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Paris Diderot - Paris 7, França  
Vinculado ao auxílio:96/07980-3 - Laboratório de psicopatologia fundamental, AP.TEM

Resumo

A noção de sujeito não faz parte explicita do texto freudiano. Lacan, entretanto, a partir do retomo à Freud, dá destaque teórico-clínico a essa noção. A partir daí é possível supor que a noção de sujeito encontra-se subsumida no texto freudiano. Esta pesquisa visa: 1. tornar explícita esta subsunção; 2. demonstrar que a noção freudiana de sujeito é diferente da vigente na filosofia e 3. formular as conseqüências clínicas dessa operação. (AU)