Busca avançada
Ano de início
Entree

A noção do sujeito na psicanálise

Processo: 94/02624-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de outubro de 1994
Vigência (Término): 31 de outubro de 1994
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia
Pesquisador responsável:Manoel Tosta Berlinck
Beneficiário:Manoel Tosta Berlinck
Anfitrião: Pierre Fedida
Instituição-sede: Setor de Pós-Graduação. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université Paris Diderot - Paris 7, França  
Assunto(s):Psicanálise   Inconsciente (psicologia)   Ego   Sujeito

Resumo

A noção de sujeito na psicanálise tornou-se relevante a partir dos Escritos de Jacques Lacan que elaborou detalhadamente a especificidade dessa noção. Entretanto, uma leitura atenta da obra de Freud revela que a noção de sujeito que aí se encontra não coincide com a concepção lacaniana e requer outras elaborações teóricas e técnicas. Esta pesquisa visa, portanto, não só revelar a natureza propriamente lacaniana do pensamento de Lacan (que sempre se disse freudiano) como retomar aspectos do pensamento de Freud sobre a noção do sujeito que não se encontram na abordagem lacaniana. (AU)