Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos de sinalização promovidos pela interação da caveolina-1 e NOS endotelial na hipertrofia cardíaca

Processo: 06/60789-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Marta Helena Krieger
Beneficiário:Marta Helena Krieger
Anfitrião: William C. Sessa
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Yale University, Estados Unidos  
Assunto(s):Cardiomegalia   Caveolina 1   Remodelação ventricular

Resumo

Células do miocárdio expressam as diferentes isoformas células-específicas de caveolinas, as quais mantém a organização estrutural caveolar e participam da dinâmica/tráfico de proteínas de sinalização transmembrana e seus efetores. Camundongos Cav-l -/- desenvolvem hipertrofia ventricular esquerda (HVE), a qual parece não ser ocasionada por um efeito direto no cardiomiócito, pois a caveolina-l é expressa somente na célula endotelial e fibroblastos. Uma vez que o Cav-l RC (transgênico que expressa Cav-l especificamente na célula endotelial em "background" Cav-l-/-) não apresenta HVE, a deleção desta proteína pode resultar na alteração de mecanismos de sinalização como os desempenhados pelo óxido nítrico (NO). Propomos verificar como os fatores endoteliais representados pela interação da caveolina-l e NOS endotelial (eNOS) regulam o remodelamento cardíaco. Será utilizado o tratamento com o antagonista do receptor tipo I de Angiotensina I1-Temilsartam (3 e 0,3 mglKg) em camundongos Cav-l com objetivo de promover a redução da HVE por meio do aumento da biodisponibilidade do NO. Serão desenvolvidos os seguintes estudos: i) Verificação da expressão e dos mecanismos de ativação da eNOS cardíaca na produção de óxido nítrico e superóxido nos camundongos Cav-l versus Cav-l RC; ii) Avaliação funcional do miocárdio dos camundongos sob tratamento com Tehnisartan e iii) Posteriormente, a verificação da participação na produção de superóxido por meio da atividade da expressão da proteína da NADP(H) oxidase dependente e do seu silenciamento. (AU)