Busca avançada
Ano de início
Entree

Ventilação não invasiva na esclerose lateral amiotrófica: estudo da mecânica respiratória e conforto nos pressão de suporte, volume garantido na pressão de suporte e ventilação assistida proporcional

Processo: 99/10163-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 13 de março de 2000
Vigência (Término): 12 de março de 2001
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Guilherme de Paula Pinto Schettino
Beneficiário:Guilherme de Paula Pinto Schettino
Anfitrião:
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Massachusetts General Hospital, Estados Unidos  
Assunto(s):Ventilação não invasiva   Mecânica respiratória   Respiração artificial   Insuficiência respiratória   Dispneia   Esclerose amiotrófica lateral

Resumo

A ventilação não invasiva com pressão positiva (VNPP) é capaz de melhorar a qualidade de vida e prolongar a sobrevida de pacientes com esclerose lateral amiotrófica (ELA). Conforto é fator determinante para a tolerância da VNPP. Desconhecemos estudos que avaliaram a mecânica ventilatória e conforto de pacientes com ELA quando ventilados pela técnica invasiva. Local: Serviço de Cuidados Respiratórios - Departamento de Anestesia, Massachusets General Hospital, Harvard MedicaI School. Objetivo: a) estudo da mecânica respiratória e conforto de pacientes com durante a ventilação espontânea e quando submetidos a VNPP com diferentes modos ventilatórios e seus respectivos ajustes; b) identificar quais os parâmetros de mecânica correlacionam-se com o conforto. Casuística: dezesseis pacientes com diagnóstico de ELA com acometimento da musculatura respiratória. Protocolo: estudo dos parâmetros de mecânica ventilatória (volume corrente inspiratório e expiratório, volume de vazamento, inspiratório e expiratório, pressões inspiratória e expiratória máximas, pico de fluxo inspiratório e expiratório, pressão transdiafragmática, trabalho respiratório - diagrama de Campbell, produto pressão-tempo da pressão esofágica e drive respiratório), da sincronia paciente-ventilador (esforços perdidos, autociclagem e atividade da musculatura expiratória) e conforto (escala de analógico-visual) na respiração espontânea e durante a VNPP o uso de uma máscara facial. Os modos pressão de suporte (PS )(PS100%= VT 10 ml/kg, PS130% e PS70%); volume garantido na pressão de suporte (VAPSV)(VT= 10 ml/Kg com PS100%, PS130% e PS70%) e ventilação assistida proporcional (PAV)(VA100%, VA70% e VA5%) serão utilizados em uma sequência randomizada por 20 minutos, sendo os parâmetros de mecânica e conforto obtidos nos últimos 5 minutos de cada etapa. Análise dos resultados: análise de variância para medidas repetidas (ANOVA) será empregada para a comparação da mecânica nos diferentes modos e teste U Mann-Whitney para correlação entre mecânica e conforto. (AU)