Busca avançada
Ano de início
Entree

Nietzsche e os moralistas franceses: a prática da anatomia moral

Processo: 94/02503-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 10 de outubro de 1994
Vigência (Término): 09 de dezembro de 1994
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Scarlett Zerbetto Marton
Beneficiário:Scarlett Zerbetto Marton
Anfitrião: Francis Wolff
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: École Normale Supérieure, Paris (ENS), França  
Assunto(s):Ética (filosofia)   Psicologia   Moral   Friedrich Nietzsche

Resumo

Pretendemos examinar as relações entre o pensamento de Nietzsche e o dos moralistas franceses no que diz respeito aos problemas morais. Contamos investigar a influência que Montaigne, La Rochefoucauld, La Bruyère, Vauvenargues e Chamfort exerceram na constituição do método de análise psicológica desenvolvido por Nietzsche. E esperamos comparar a maneira pela qual Nietzsche e os moralistas franceses lidam com as ações e paixões do homem. De posse desses dados, é nosso intuito mostrar que todos eles lançam mão da mesma estratégia para pensar as questões relativas à conduta humana; recorrem à prática da anatomia moral. (AU)