Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação dos receptores ativados por proteases 1 e 4 na doença periodontal experimental

Processo: 06/04887-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2007
Vigência (Término): 31 de maio de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Luis Carlos Spolidorio
Beneficiário:Luis Carlos Spolidorio
Anfitrião: John Lawrence Wallace
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Calgary, Canadá  
Assunto(s):Inflamação

Resumo

Os receptores ativados por proteases (PARs) pertencem a uma família de receptores acoplado a proteína G que são ativados pela ação de proteases que levam a clivagem proteolítica de seu domínio extracelular terminal N. Quatro membros da família dos receptores ativados por proteases foram identificados: PAR-1, PAR-2, PAR-3 e PAR-4. De modo geral PAR-1 e PAR-4 são ativados por algumas proteases endógenas ou exógenas como: trombina, tripsina, triptase produzida por mastócitos, proteinase tipo 3 do neutrófilo, fator de coagulação VIIa, fator Xa, proteinase tipo 1 da membrana e por gingipain-R, uma protease produzida pela Porphyromonas gingivalis. Sugere-se que PAR-1 e 4 regule a produção de endostatina e VEGF que por sua vez são fatores reguladores da angiogênese. No processo inflamatório a angiogênese contribui para o transporte de células pró-inflamatórias, mediadores químicos assim como na suplementação de oxigênio e nutrientes ao tecido inflamado. As hipóteses do presente projeto são de que PAR-1 e PAR-4 e consequentemente a modulação da endostatina e do VEGF possa interferir na evolução da doença periodontal. A ação dessas substâncias na evolução do processo inflamatório periodontal eventualmente pode regular a liberação e a ação de outros mediadores químicos. Portanto os objetivos do presente projeto são: i. Avaliar a ação dos receptores ativados por protease 1 (PAR-1) (TFLLR-NH2) e PAR4 (AYPGKF-NH2), na evolução da doença periodontal induzida em ratos. ii. Avaliar a concentração de mediadores químicos pró-inflamatórios (PGE2, LTB-4, IL-1) expressão de metaloproteinases (MMP) e de cicloxigenases (COX) assim como avaliar a concentração de VEGF e endostatina na administração de agonistas de receptores PAR1 (TFLLR-NH2) e PAR4 (AYPGKF-NH2). Espera-se que o desenvolvimento deste projeto contribua para o estabelecimento de conhecimento das várias facetas das doenças períodontais inflamatórias, modulando-se a angiogênese através de receptores mediados por protease especificamente PAR-1 e PAR-4. Também esperamos que os resultados obtidos sejam apresentados em Congressos Nacionais e Internacionais, estando previsto vários resumos, e publicações de artigos científicos em revistas Qualis A internacional. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.