Busca avançada
Ano de início
Entree

Bem comum e utilidade pública: o bom governo dos índios nas Américas de colonização portuguesa e espanhola

Processo: 06/59113-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 29 de janeiro de 2007
Vigência (Término): 28 de junho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron
Beneficiário:Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron
Anfitrião: Pierre Antoine Fabre
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), França  
Assunto(s):Índios   Direitos indígenas   Jesuítas   Companhia de Jesus   Utilidade pública

Resumo

Pretendemos estudar as noções de “bem comum” e de “utilidade pública” na definição do “bom governo” dos ameríndios. Através desta pesquisa buscaremos compreender a dimensão jurídica dos aldeamentos, e a compreensão diversa que deles tiveram os conselheiros do rei, os governadores, os camaristas, os missionários, os moradores e os próprios indígenas. Contudo, se é certo que existiu uma produção teórica importante sobre a questão da incorporação dos indígenas à sociedade colonial no reino de Portugal (desenvolvida particularmente por teólogos jesuítas, nas universidades portuguesas), ela foi relativamente escassa na sua colônia americana. Por isso, pretendemos desenvolver um estudo comparativo com o processo equivalente que se desenvolveu na América de colonização espanhola. (AU)