Busca avançada
Ano de início
Entree

Astrofísica nuclear com feixes radioativos

Processo: 96/11793-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 15 de abril de 1997
Vigência (Término): 14 de abril de 1999
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:Valdir Guimarães
Beneficiário:Valdir Guimarães
Anfitrião: James K. Kolata
Instituição-sede: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (ICET). Universidade Paulista (UNIP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Notre Dame, Estados Unidos  
Assunto(s):Feixes de íons radioativos

Resumo

Pretendemos desenvolver no laboratório de Astrofísica da Universidade de Notre Dame, Indiana EUA, estudos de reações nucleares de interesse astrofísico utilizando-se feixes radioativos de baixa energia. Em particular, estamos interessados em estudar a reação 7Be(p,y)8B de fundamental importância para o modelo solar e algumas reações com 9Li e 8He relevantes para nucleossíntese do universo primordial. Para obtermos, por exemplo, o feixe radioativo de 7Be de ≥ 106/s utilizaremos a reação 7Li(p,n) em cinemática inversa onde o alvo de produção será uma câmara com gás de hidrogênio. O estudo dessas reações fará parte de um programa de familiarização com o solenóide supercondutor e seus periféricos bem como familiarização com os procedimentos experimentais, obtenção e análise de dados. Pretendemos quanto voltarmos a São Paulo, instalar tal equipamento no laboratório Pelletron e iniciar, juntamente com o grupo de estudo de núcleos exóticos, estudo de Astrofísica Nuclear nesse laboratório. Uma vez que a fase de construção da segunda geração de feixes radioativos da Universidade de Notre Dame (instalação de um par de solenóides de 6 T) foi recentemente encerrada, esperamos poder participar de todas as etapas de viabilização da produção dos feixes radioativos propostos nesse laboratório. Pretendemos ainda participar do programa de colaboração existente entre a Universidade de Notre Dame e a Universidade de Michigan para investigar núcleos exóticos com feixes radioativos de alta energia produzidos pelo NSCL da Universidade de Michigan. (AU)