Busca avançada
Ano de início
Entree

Hepatocarcinogênese em camundongos transgênicos destituídos, especificamente no fígado, da conexina 32

Processo: 97/03207-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 04 de setembro de 1997
Vigência (Término): 03 de setembro de 1999
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Maria Lucia Zaidan Dagli
Beneficiário:Maria Lucia Zaidan Dagli
Anfitrião: Hiroshi Yamasaki
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : International Agency for Research on Cancer (IARC), França  
Assunto(s):Lesões pré-cancerosas   Carcinoma hepatocelular   Conexinas   Transformação celular neoplásica   Camundongos transgênicos

Resumo

Neste projeto, pretende-se estudar o desenvolvimento de lesões preneoplásicas e neoplásicas no fígado de camundongos transgênicos destituídos, especificamente no fígado, da conexina 32 (ou portadores de conexina 32 mutada e, portanto a funcional). O modelo de hepatocarcinogênese a ser utilizado é o da injeção intraperitoneal de dietilnitrosamina (DEN), um carcinógeno genotóxico. Camundongos transgênicos e C57B 1/6 (normais) serão sacrificados as 25 e 45 semanas após a iniciação. As lesões preneoplasicas e as neoplásicas serão marcadas com as enzimas GGT e GST-P e quantificadas. As conexinas 32 e 43 serão marcadas por imuno-histoquímica e quantificadas por Western Blot. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.