Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisador visitante no Marine Biological Laboratory - Woods Hole, MA, USA: caracterização de proteína RNA-ligante recém identificada nos terminais pré-sinápticos de neurônios de lula (Loligo)

Processo: 10/03067-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Roy Edward Larson
Beneficiário:Roy Edward Larson
Anfitrião: Joseph Alan Degiorgis
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Marine Biological Laboratory (MBL), Estados Unidos  
Assunto(s):Loligo   Sinapses

Resumo

As sinapses e axônios gigantes de lula (Loligo) representam um modelo clássico que fez importantes contribuições à descrição de mecanismos de fluxo axoplasmático e neurotransmissão. Este sistema neuronal também contribuiu para a questão se processamento de mRNA e síntese de proteínas locais ocorrem na região sináptica. É bem conhecido agora que tanto em mamíferos quanto em invertebrados, as sinapses contêm um conjunto de mRNAs e sintetizam proteínas. Esta atividade está associada com ativação de receptores e plasticidade funcional da sinapse. As questões que agora precisam respostas são 1) quais são os componentes e mecanismos envolvidos nestes processos, 2) como são regulados, 3) qual relação com o funcionamento sináptico. Respostas para estas questões são relevantes para nosso entendimento de disfunções e doenças neurológicas, tanto quanto para sua aplicação em terapias com células-tronco, atualmente sobre investigação intensa. Recentemente identificamos uma proteína RNA ligante de 65 kDa (p65) nos terminais pré-sinápticos de neurônios e em sinaptossomas* obtidos do lóbulo óptico de lula. A hipótese de trabalho é que p65 represente uma nova pista para investigar mecanismos de processamento local de RNA envolvidos na função da sinapse. No Marine Biological Laboratory (MBL), onde podemos obter lulas frescas (Loligo pealei) durante o período de junho a agosto, pretendemos aplicar métodos bioquímicos, de imunofluorescência e de imunodetecção para caracterizar o p65 e tentar identificar parceiros moleculares (proteínas e RNA) associados ao p65. Esperamos que nosso estudo contribuísse para ilustrar os mecanismos básicos de função sináptica. *Sinaptossomas são terminais nervosas isolados de lóbulos ópticos, propenso para estudos bioquímicos. (AU)