Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel do conto de fadas na constituição da linguagem - uma proposta de atuação fonoaudiológica em grupo

Processo: 97/05675-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de novembro de 1997
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 1998
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Ivone Panhoca
Beneficiário:Ivone Panhoca
Anfitrião: Fran Hagstrom
Instituição-sede: Faculdade de Psicologia. Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-CAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Houston (UH), Estados Unidos  
Assunto(s):Infância   Linguagem   Literatura   Narrativa

Resumo

Nesse trabalho a linguagem é enfocada pela ótica da abordagem histórico-cultural proposta por Vygotsky (1987 e 1988). Sendo assim, ela ocupa papel central no desenvolvimento humano, pois é na/pela/sobre a linguagem que se torna possível significar o mundo, as ações, as pessoas e é partindo dessas significações que podemos construir sempre novos conhecimentos. É na linguagem que as interações humanas se dão em sua maior amplitude. É nela que são negociadas as questões mais fundamentais. No entanto, na sociedade moderna há pouco espaço para aqueles que estão, por alguma razão, privados da linguagem. As alterações de linguagem, principalmente aquelas que envolvem a linguagem verbal, seja em sua modalidade oral ou escrita, são vistas como sérios problemas às relações sociais. Para que tais problemas sejam superados e/ou minimizados e para que as interações sociais sejam satisfatórias faz-se necessário o trabalho terapêutico-fonoaudiológico. O objetivo deste projeto é compreender de que maneira os contos de fadas colaboram para o desenvolvimento de linguagem dos sujeitos que buscam ajuda nos processos terapêuticos-fonoaudiológicos organizados em grupos. Metodologicamente o trabalho se norteia pela linha naturalista-observacional. De fevereiro a outubro de 1997 estarão sendo feitos registros escritos, analise de material gravado em fita K-7 e de filmes feitos semanalmente, em sessões de uma hora e meia, durante o desenvolvimento do presente projeto, em andamento no curso de Fonoaudiologia da PUCCAMP, onde têm se atuado com seis crianças com "Retardo de Linguagem", na faixa etária de 5 a 8 anos (como estamos no mês de junho e o projeto vem se desenvolvendo desde fevereiro do corrente ano, parte desse material já se encontra disponível, revelando-se, desde então, bastante promissor). No período de 1 de novembro de 1997 a 28 de fevereiro de 1998 esses dados estarão sendo analisados com profissionais do "Program in Communication Disorders" da "University of Houston", sob orientação da professora Fran Hagstrom, Ph. D. Além disso, essa pesquisadora estará acompanhando trabalhos semelhantes desenvolvidos pelos profissionais de lá. (AU)