Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos celulares envolvidos na manutenção do aparelho de galgi e no transporte de proteínas em células normais de rim de rato (nrk)

Processo: 98/00066-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 15 de junho de 1998
Vigência (Término): 30 de março de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Norma Yamanouye
Beneficiário:Norma Yamanouye
Anfitrião: Vivek Malhotra
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of California, San Diego (UC San Diego), Estados Unidos  
Assunto(s):Secreção

Resumo

O aparelho de Golgi de mamíferos tem um papel importante no endereçamento e transporte de proteínas intracelulares e está localizado na região pericentriolar e é constituído por cisternas que se empilham de uma forma polarizada. Ilimaquinona é um metabólito natural de espongas que causa vesiculação reversível das membranas das cisternas do Golgi e por isso é muito empregado para o estudo do processo de fusão vesicular. Várias proteínas já descritas (fator sensível a N-etilmaleimida - NSF, proteínas associadas ao sinaptossomo - SNAPs e proteína p97) participam do processo de fusão, entretanto a somente a participação dessas proteínas não é suficiente para que a fusão ocorra. Uma nova proteína citosólica, a gp120, foi encontrada e essa proteína parece ser importante para a formação das cisternas do Golgi a partir das membranas vesiculadas, além das proteínas de fusão já descritas. O objetivo desse trabalho é caracterizar a função da proteína gp120 e estabelecer sua importância na formação e no empilhamento das cisternas. A gp120 já foi purificada do cérebro bovino no laboratório do Dr. Malhotra. Os itens abaixo relacionados resumem os vários aspectos da proteína gp120 que serão abordados. 1. Ampliação do esquema de purificação da gp120 para que seja possível a obtenção de informações sobre a seqüência da proteína com o objetivo de construir uma sonda necessária para a clonagem do cDNA correspondente, geração da proteína recombinante e produção de anticorpos anti-gp120. 2. Analise das funções do gp120 através de um sistema livre de célula, pela utilização da proteína recombinante, bem como do anticorpo anti-gp120, técnica já muito bem estabelecida para o reagrupamento das cisternas do Golgi após tratamento com ilimaquinona. 3. Avaliação das proteínas citosólicas ou associadas à membrana que interagem com a gp120 durante o reagrupamento das cisternas. 4. Análise do papel e regulação da gp120 na vesiculação das membranas do Golgi durante o processo mitótico. (AU)