Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do resveratrol na sinalização inflamatória e do peptídeo e do peptídeo beta-amiloide em cultura de neurônios do hipocampo: influência da proteína Wnt e dos fatores de transcrição NF-kappaB e FOXO

Processo: 08/50147-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de julho de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Elisa Mitiko Kawamoto Iwashe
Beneficiário:Elisa Mitiko Kawamoto Iwashe
Anfitrião: Mark Paul Mattson
Instituição-sede: Pessoa Física
Local de pesquisa : National Institutes of Health, Baltimore (NIH), Estados Unidos  
Assunto(s):Restrição calórica   Resveratrol   Hormese   Peptídeos beta-amiloides

Resumo

A proteína Wnt e a hormese podem apresentar efeitos benéficos à célula, e pouco se sabe sobre os mecanismos envolvidos neste processo. Hormese é uma resposta adaptativa das células a um estresse moderado, por exemplo, exercício físico, restrição calórica e exposição a baixas doses de fitoquímicos como o resveratrol, presente no vinho tinto, e amendoim. Tem sido descrito que o resveratrol pode ser neuroprotetor em algumas doenças neurológicas como epilepsia, derrame. Nestes efeitos de proteção parece haver a participação de fatores de transcrição como NF-kappaB e FOXO. Este projeto tem como objetivo avaliar a viabilidade celular, as atividades do NF-kB e FOXO e a sinalização Wnt nos efeitos mediados pelo resveratrol na cultura neurona de hipocampo na presença de peptídeo beta-amilóide e LPS. (AU)