Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta celular e tecidual de cimentos endodônticos em nível molecular

Processo: 07/01744-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Novas Fronteiras
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 22 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Ribeiro Camargo
Beneficiário:Carlos Henrique Ribeiro Camargo
Anfitrião: Gottfried Schmalz
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOSJC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Regensburg, Alemanha  
Assunto(s):Cimentos endodônticos   Citotoxicidade   Genotoxicidade

Resumo

A proposta deste estudo é avaliar a hipótese que ROS pode contribuir para a genotoxicidade de substâncias liberadas por cimentos endodônticos após a obturação. Para tanto, os efeitos citotóxicos e genotóxicos serão analisados em nível molecular. A citotoxicidade será verificada pelo ensaio de MTT e a genotoxicidade será analisada pela indução do atraso no ciclo celular e a formação de micronúcleos em fibroblastos humanos na presença de um antioxidante (NAC). Finalmente, a influência destas substâncias sobre os sinais de transdução relacionados com ROS e a sobrevivência celular será analisada. Os grupos experimentais serão: GI: Controle (meio de cultura fresco); GII: AH Plus (Dentsply Maillefer); GIII: Epiphany (Pentron Corp.); GIV: Acroseal (Septodont, France) e GV: cimento do polímero da mamona (Ricinus communis) (Poliquil, Araraquara, SP, Brazil). Os dados serão submetidos aos testes ANOVA (P < 0,05) e Tukey (P < 0,05). (AU)