Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade tóxica de Dimorphandra molis Benth (Caesalpineaceae) sobre operárias de Apis mellifera (Hymenoptera:Apidae)

Processo: 99/02480-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 1999
Vigência (Término): 31 de julho de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Osmar Malaspina
Beneficiário:Priscila Cintra Socolowski
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil

Resumo

O barbatimão é uma planta de distribuição bastante significativa nos cerrados de certas regiões do Brasil. Na época de sua florada é grande o número de relatos de apicultores que tem prejuízos devido às perdas de suas colônias. Este fato é conhecido como "Mal de Outono". Dados recentes demonstraram que o pólen das espécies de barbatimão produzem sintomas semelhantes aos causados pela doença Cria Ensacada. Outras pesquisas demonstraram a ação tóxica das inflorescências para abelhas adultas. O estudo tem como objetivo avaliar a atividade tóxica dos extratos brutos de diferentes partes da planta (Dimorphandra mollis). Serão realizados testes em condições de confinamento para verificar a sobrevivência das abelhas. Os extratos serão incorporados em dieta alimentar e em concentrações a serem determinadas. (AU)