Busca avançada
Ano de início
Entree

Deposição de filmes protetores para madeira pela técnica do plasma frio

Processo: 98/07441-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 1998
Vigência (Término): 31 de agosto de 2002
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Milton Ferreira de Souza
Beneficiário:Washington Luiz Esteves Magalhaes
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Filmes finos   Tecnologia da madeira

Resumo

A etapa inicial do projeto visava a deposição e caracterização de filmes protetores sobre madeira usando uma nova técnica chamada de plasma frio. As técnicas usadas deveriam ser tanto quanto possível o mais simples e baratas adequando-se ao baixo custo da madeira. Foram construídos reatores que funcionaram com sucesso e a deposição feita usando fontes de 60 Hz e bombas de vácuo mecânicas, ambas de baixo custo. Para aumentar a taxa de deposição foi projetado um jato de plasma com concepção inteiramente nova e de baixo custo. As deposições tanto foram de filmes orgânicos como inorgânicos com adesão ao substrato superior às tintas e vernizes. A maior proteção conseguida foi contra a água, que é o maior problema para a madeira. Além do mais, conseguiu-se proteção contra intemperismo e ataque químico. A deposição tanto pode ser transparente como translúcida, embora os recobrimentos opacos possam ser feitos, foram evitados. Os métodos usuais para caracterização de filmes finos sobre substratos ideais não são adequados para o caso da madeira. Assim, o filme também foi depositado sobre vidro, KBr e KCl para sua caracterização. Para tratamento de pós foi construído um reator rotativo, todavia este sistema não é conveniente para uma aplicação industrial com grande volume de pó. Durante as pesquisas para aumentar a adesão entre madeira e polímero termoplástico usando plasma, desenvolveu-se um compósito com polímero de engenharia e pó de madeira. Já foi dada entrada no processo de patente junto ao INPI com aprovação da FAPESP para este compósito. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
Deposição de filmes protetores sobre madeira pela técnica do plasma frio. 2002. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Física de São Carlos São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

MATERIAL COMPÓSITO: TERMOPLÁSTICO, FIBRA VEGETAL E/OU PÓ DE MADEIRA E CERÂMICA PI0106351-0 - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ; Universidade de São Paulo (USP) . Milton Ferreira de Souza; Washington Luiz Esteves Magalhaes; José Augusto Marcondes Agnelli - 14 de dezembro de 2001

 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.