Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do desgaste abrasivo em aspersores rotativos ocasionado pela mistura sólido-líquida (areia-água)

Processo: 97/03223-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 1997
Vigência (Término): 31 de março de 1999
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Água e Solo
Pesquisador responsável:Edson Eiji Matsura
Beneficiário:Delvio Sandri
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Irrigação agrícola   Irrigação por aspersão   Aspersores   Gravimetria

Resumo

Muito se conhece dos benefícios da técnica de irrigação por aspersão. No entanto, são poucos os estudos referentes ao desgaste de equipamentos e sua influência no comportamento hidráulico em sistemas de irrigação. No presente trabalho pretende-se avaliar o comportamento da vazão, a variação das dimensões dos bocais em função do desgaste provocado pela abrasão em aspersores de baixa vazão. Serão ensaiados três aspersores fabricados em diferentes materiais (latão, bronze e plástico), para diversos tempos de operação, usando duas concentrações de sólidos em suspensão na água de irrigação a uma pressão de serviço constante. Fatores como velocidade da água, pressão de operação, tipo e material usado na fabricação dos aspersores e tempo de operação também contribuem para o desgaste dos bocais. Os ensaios para levantamento de dados serão feitos no Laboratório de Hidráulica e Irrigação do Departamento de Água e Solos, da FEAGRI/UNICAMP. A duas concentração de sólidos a serem adicionados à água de irrigação, serão de 120 mg/l e 200 mg/l. Para cada concentração de sólido a ser testada, serão usados três aspersores com condições hidráulicas semelhantes. A primeira leitura de vazão e diâmetro dos bocais, será feita a 150 horas de operação, aproximadamente 1/3 do encontrado em literatura para teste de durabilidade, usando água limpa. As leituras subseqüentes serão feitas em intervalos de 150 horas. O tempo total de operação para ambas as concentrações de sólidos, será determinado em função dos resultados obtidos nas leituras anteriores. Os aspersores serão colocados em um circuito hidráulico fechado. As medidas do desgaste dos bocais serão aferidos de duas formas: 1) diferença de massa e 2) variação das dimensões dos bocais. Para medição das vazões, será utilizado o método gravimétrico. E a determinação do coeficiente de descarga será obtido através dos resultados das vazões. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANDRI, Delvio. Avaliação do desgaste por abrasão em bocais de aspersores rotativos. 1999. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Engenharia Agricola.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.